Empréstimo consignado Banco do Brasil

Os empréstimos consignado vendidos pelo Banco do Brasil são efetivos tanto para funcionários públicos como para empresas privadas, aposentados e pensionistas do INSS.

Empréstimo consignado do Banco do Brasil para aposentados e pensionistas do INSS

Taxa de Juros consignado INSS do Banco Brasil: 2,00% / mês

Esse valor é a média das taxas de juros que o Banco do Brasil realizou para o cálculo da folha de pagamento do INSS.

Quem pode contratar: É exclusivo para aposentados e pensionistas do INSS.

Montante do empréstimo: Depende do valor da pensão ou aposentadoria da pessoa que já tenham sido confiadas. A parte que paga a dedução do salário não pode exceder 30% do valor recebido pelo aposentado ou pelo pensionista do INSS. Em outras palavras, se o subsídio de aposentadoria é de R$ 1.000, as parcelas que pagam dívidas não podem exceder R$ 300 por mês.

Número de parcelas: Até 96 meses para pagar, mas pode variar dependendo da situação do negócio.

Forma de pagamento: Pagamento descontado direto na pensão ou aposentadoria.

Como contratar: Veja os detalhes no final da história.

Empréstimo consignado para funcionários públicos

Taxa de juros do Banco do Brasil: 1,82%

Esse valor é a média das taxas de juros bancárias brasileiras para funcionários públicos comissionados

Quem pode contratar: é exclusivo para funcionários públicos e para o Exército, Marinha ou Exército Aeroespacial.

Valor do empréstimo: Depende do valor da compensação e do valor já comprometido em outro cálculo da folha de pagamento. Normalmente você não pode pagar mais de 30% da taxa (o pagamento depende da instituição em que você trabalha). Nesse caso, se a remuneração for de R$ 1.000,00, o parcelamento da dívida não poderá exceder R$ 300,00 por mês.

Número de parcelas: Até 96 meses podem ser pagos, mas podem variar dependendo do contrato.

Forma de pagamento: desconto direto no pagamento de remuneração ou pagamento de aposentadoria.

Como contratar: Veja os detalhes no final da história

Empréstimo salarial privado do Banco do Brasil

Taxa de salário privado do Banco de Brasil: 2,51% / mês

Esse valor é a média das taxas de juros que o Banco do Brasil realizou para o cálculo da folha de pagamento privada.

Quem pode contratar: Desde que a empresa com a qual trabalham assine contrato com o Banco do Brasil, apenas funcionários com contratos formais.

Valor do empréstimo: Depende do valor da compensação e do valor já comprometido em outro cálculo da folha de pagamento. O limite de divisão para a dedução da folha de pagamento varia de acordo com o contrato estabelecido entre o banco e a empresa. Normalmente, não pode exceder 30% da recompensa. Ou seja, se a remuneração for de R$ 1.000,00, o parcelamento da dívida não poderá ultrapassar R$ 300,00 por mês.

O número de parcelas depende do contrato entre o banco e a empresa.

Forma de pagamento: desconto direto do pagamento da indenização.

Como contratar: Veja os detalhes no final da história.

Importância da comparação das taxas de juros

É essencial comparar as taxas de juros entre os bancos. Por exemplo, no consignado INSS, a taxa máxima em 15/01/2018 é de 2,14% ao mês e a menor taxa é de 1,76% ao mês.

Parece pequeno, mas essa diferença tem um grande impacto. Para empréstimos de R$ 10 mil por 60 meses, taxas de juros mais altas custaria R$ 1.578 a mais do que a taxa mais baixa