Empréstimo Consignado (Crédito Consignado)

 O empréstimo consignado (ou crédito consignado) é um tipo de empréstimo pessoal, cujo pagamento é descontado diretamente do contracheque ou do benefício recebido pelo INSS (no caso de beneficiários aposentados ou pensionistas).

Eles podem acessar o empréstimo consignado: servidores públicos, aposentados e pensionistas, bem como funcionários de empresas privadas (desde que sejam acordados com a instituição na qual o empréstimo é contratado).

Devido à maior garantia de pagamento (descontado diretamente do contracheque ou do benefício), o empréstimo consignado é uma das modalidades com maior facilidade e rapidez de contratação. E é também uma das modalidades de crédito com uma das taxas mais baixas do mercado.

1 – Quais são os documentos necessários para solicitar o empréstimo consignado?


O processo é relativamente simples, sendo necessário que o solicitante do empréstimo carregue:

– RG | CPF | comprovante de residência | contracheque.

Em geral, não é necessário ser um cliente do banco no qual você deseja solicitar o empréstimo consignado. Só no caso de funcionários de empresas privadas é necessário que exista uma ligação entre as instituições.

Aposentados e pensionistas não precisam necessariamente fazer a solicitação de empréstimo na Caixa Econômica Federal. O cliente é livre para escolher a instituição com taxas mais baixas e maiores benefícios.


2 – Quem tem o seu nome sujo pode solicitar o empréstimo?


Como em qualquer operação de empréstimo ou financiamento, o banco geralmente faz uma análise de crédito do solicitante, podendo negar o pedido.

Entretanto, no caso específico do empréstimo consignado, uma vez que o pagamento é descontado diretamente da folha ou benefício do INSS, há mais garantias para a instituição financeira.

Portanto, em muitos casos, mesmo com um nome sujo ou negativo, o crédito consignado é geralmente concedido.

3 – Existe algum limite para o empréstimo consignado?


De acordo com a Lei 10.820 / 2013, o valor da parcela do empréstimo consignado não pode ser superior a 35% do salário ou benefício do solicitante do empréstimo.

Exemplo: se o seu salário for de R $ 2.000,00, o valor máximo mensal do empréstimo consignado será limitado a R $ 700,00.

Além disso, 5% do limite só podem ser utilizados no cartão de crédito consignado (um cartão específico para esse fim, com um desconto do valor mínimo da fatura feita diretamente do contracheque  ou do benefício).


4 – É possível fazer mais do que um empréstimo consignado ao mesmo tempo?


Sim. Apenas a soma das mensalidades não pode exceder o limite de 35% do seu salário ou benefício.

A análise de crédito feita pela instituição financeira deve verificar isso, garantindo que você não fique com uma perda muito grande para o seu bolso.


5 – E se eu não puder pagar o empréstimo consignado?


Como é um crédito com um desconto direto no contracheque, se você perceber que não poderá quitar a próxima parcela, procure a instituição financeira em breve e tente negociar. Para isso, você tem alternativas como:

– Refinanciamento

Algumas instituições financeiras oferecem a alternativa que você refinancia um empréstimo consignado existente em vez de ter que adquirir um novo empréstimo. O refinanciamento do crédito consignado é calculado de acordo com o saldo devedor da dívida inicial:

Valor do contrato (consignado) – Saldo da dívida = Limite de crédito concedido no refinanciamento.

Portanto, quanto mais parcelas do empréstimo você já pagou, menor o saldo devedor e, conseqüentemente, maior o crédito que pode ser concedido no refinanciamento.

– portabilidade de crédito

A portabilidade do crédito é justamente a possibilidade de transferir sua dívida de uma instituição financeira para outra que ofereça melhores condições. Segundo o executivo da Anefac, Miguel Oliveira, “na prática, o banco compra a sua dívida e agora passa a pagar por ela e não mais pelo banco em que adquiriu o empréstimo”.

Mas é importante lembrar que a portabilidade depende da negociação com essa nova instituição financeira para que ela aceite conceder novo crédito, removendo o anterior. E é claro que a operação só é vantajosa se a nova instituição financeira oferecer taxas mais baixas.

6 – Quais são as taxas do empréstimo consignado?

Entre as modalidades de crédito, o empréstimo consignado é um dos que possuem as menores taxas de juros.

Mas essa taxa varia de uma instituição financeira para outra, em geral, entre 1,5% e 3,5% ao mês.

Embora a taxa e a variação sejam muito pequenas, é aconselhável investigar bem as condições oferecidas por cada instituição financeira, a fim de tornar um negócio mais vantajoso.


7 – Onde obter um empréstimo consignado?


A maioria dos bancos e instituições financeiras oferece esse tipo de crédito. Mas devemos investigar bem, porque as taxas de juros variam entre uma entidade e outra.

Uma boa sugestão é conferir as vantagens oferecidas pelas cooperativas de crédito. Como essas instituições não se beneficiam, as taxas cobradas em todas as operações são geralmente muito mais baixas do que em bancos comuns e instituições financeiras.


8 – Quando vale a pena pedir um empréstimo consignado?


Embora o crédito consignado tenha uma das taxas mais baixas do mercado e seja uma opção fácil de contratar, é necessário analisar seu orçamento e a necessidade real de crédito antes de fazer o pedido.

Lembre-se que o desconto do pagamento das parcelas consignadas é feito diretamente do cheque ou do benefício. Considere, portanto, que você receberá menos por mês e não terá que atrasar o pagamento da dívida.

Agora, se você já está comprometido com outras dívidas que cobram juros mais altos do que o consignado, pode valer a pena pedir que o empréstimo saldar os compromissos anteriores e pagar uma taxa mais baixa. Desde, é claro, você organiza suas contas e planeja liquidar o novo crédito, sem criar uma bola de neve.

Portanto, antes de pedir o empréstimo, procure bem as taxas, prazos e deficiências de cada instituição. Analise seu orçamento para planejar melhor. E na hora de solicitar o empréstimo consignado, peça o documento de Custo efetivo para verificar a descrição exata de todos os valores, leia o contrato com calma e atue com consciência financeira para ter uma garantia de realmente fazer um bom negócio.